Medição de temperatura por infravermelhos

A temperatura é normalmente medida em operações de manufaturação para monitorizar e controlar a qualidade do produto e a produtividade do processo. Muitas aplicações usam dispositivos de contacto como termopares e RTDs, mas muitas vezes esses dispositivos são imprecisos, muito lentos, difíceis de usar ou requerem substituição frequente, criando tempo de inatividade do processo e reduzindo a produtividade. 

Para muitas aplicações, os pirómetros infravermelhos são a solução perfeita porque podem medir com precisão e de forma fiável a temperatura de um alvo sem contacto. Esse recurso é ideal para aplicativos que envolvem:

  • Temperaturas altas
  • Objetos móveis ou inacessíveis
  • Ambientes hostis ou perigosos
  • Tempos de resposta rápidos

Com os produtos das séries Silver, Gold e Pro, a Williamson oferece o pirómetro ideal para uma ampla gama de aplicações.

Como funcionam os pirómetros infravermelhos

Cada objeto emite energia infravermelha proporcional à sua temperatura. Deste modo, objetos mais quentes emitem mais energia e objetos mais frios emitem menos energia. 

Os pirómetros infravermelhos armazenam a energia infravermelha emitida por um objeto e convertem-na num valor de temperatura, sendo que a quantidade de energia que o sensor recebe é influenciada pelas características de emissividade do alvo e as características de transmissão de quaisquer obstruções ópticas intervenientes entre o sensor e o alvo medido. A influência desses fatores varia significativamente em diferentes comprimentos de onda do infravermelho. 

A seleção de um pirómetro filtrado num comprimento de onda apropriado faz toda a diferença na obtenção de leituras precisas. 

© 2020 TECMER